Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




UMinho em destaque nos rankings mundiais

por JORNALdeFAFE, em 11.04.17

UMinho - Campus de Azurém, Guimarães.JPG

 

A Universidade do Minho é uma das 150 melhores universidades jovens do mundo, revela o “Times Higher Education Young University Ranking 2017”. A academia minhota está nesta elite mundial pelo quinto ano consecutivo, reconfirmando o seu prestígio e a sua estratégia realista de crescimento com qualidade e de afirmação internacional, envolvendo os seus membros.

 

Lançado em 2012, este ranking evidencia as instituições de ensino superior com menos de 50 anos que já atingiram um nível global de excelência nas várias vertentes da sua missão (ensino, investigação, inovação e internacionalização). A lista usa os 13 indicadores do ranking mundial da Times Higher Education, recalibrados para o perfil de instituições jovens. A tabela é liderada pela Escola Politécnica Federal de Lausanne (Suíça), seguindo-se a Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (China) e a Universidade Tecnológica de Nanyang (Singapura).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:58

Cartaz.jpg

 

A Biblioteca Interativa (B-in) da Universidade do Minho, no campus de Azurém, Guimarães, recebe esta quarta-feira, das 14h30 às 17h00, a iniciativa “Innovation Open-Day - Valorização de resíduos através do design e engenharia de produto". A entrada é livre. A sessão de abertura conta com responsáveis da UMinho, do CVR - Centro para a Valorização de Resíduos e da rede Fibrenamics, seguindo-se o lançamento da plataforma digital “Fibrenamics Green", por Carlos Almeida. Após as 15h00 decorrem as palestras "Liderar a transição: Portugal no caminho para uma economia circular", por Inês Costa (Ministério do Ambiente), e "Design de produto: novos materiais - janelas para o futuro", pelo designer David Bota, do IADE/ELISAVA Barcelona. A partir das 16h00 há o momento criativo "Green Think Tank", a sessão interativa Green Innovation Experience e uma rede de networking. A entrada é livre, com inscrição em www.web.fibrenamics.com. A iniciativa marca a entrada na segunda fase da “Fibrenamics Green - Plataforma para o desenvolvimento de produtos inovadores com base em resíduos”. Este projeto de inovação sustentável é promovido pelo CVR e pela Plataforma Internacional Fibrenamics, ambos da UMinho, visando a incorporação e valorização de resíduos provenientes de várias indústrias para o desenvolvimento de produtos inovadores. O projeto envolve 552 mil euros, sendo cofinanciado pelo FEDER e Norte 2020.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:50

Prazo decorre até 10 de março

 

Os interessados em ingressar na Universidade do Minho através do concurso especial para maiores de 23 anos podem inscrever-se nas respetivas provas até 10 de março. O concurso destina-se a indivíduos maiores de 23 anos sem habilitação de acesso ao ensino superior, conforme o Decreto-Lei nº 64/2006.

 

A prova obrigatória de Língua Portuguesa é a 17 de maio e as provas específicas, que variam consoante o curso pretendido, são a 14 de junho. Há ainda uma prova de apreciação curricular e de entrevista entre 24 e 26 de julho, sendo as pautas de classificação final afixadas a 31 de julho.

 

As inscrições decorrem no Gabinete de Apoio ao Acesso, situado nos Serviços Académicos dos campi de Gualtar (Braga) e Azurém (Guimarães). Deve ser entregue o boletim de candidatura, a fotocópia do documento de identificação e o currículo académico e profissional, incluindo certificados de habilitação e/ou formação, publicações, bem como comprovativos de eventual atividade profissional, ações de ordem associativa e participação em conferências, entre outros.

 

Mais de 50 cursos ao dispor dos novos públicos

 

A UMinho tem ao dispor mais de meia centena de cursos para maiores de 23 anos, abrangendo as Escolas de Arquitetura, Ciências, Direito, Economia e Gestão, Engenharia, Psicologia e os Institutos de Ciências Sociais, de Educação e de Letras e Ciências Humanas. Mais informações pelo portal alunos.uminho.pt, email m23@saum.uminho.pt ou telefone 253604590.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:46


Biblioteca Pública de Braga evoca Mário Soares

por JORNALdeFAFE, em 09.02.17

Entrada da exposição.JPG

A Biblioteca Pública de Braga (BPB) tem patente até 10 de março uma exposição dedicada a Mário Soares, com uma centena de obras sobre este político ímpar do Portugal democrático, recentemente falecido. A mostra tem entrada livre todos os dias úteis, das 9h00-12h30 e 14h00-17h30, e insere-se no 175º aniversário da BPB, uma unidade cultural da Universidade do Minho.

 A exibição tem vários núcleos temáticos, nomeadamente livros do autor (como "Portugal Amordaçado" ou "A Crise. E Agora"), obras que coordenou e prefaciou, ensaios, cartas, compêndios de intervenções e de entrevistas, reportagens das campanhas, cartoons, referências enciclopédicas e artigos da imprensa alusivos aos principais momentos do seu percurso.

 Mário Soares (1924-2017) esteve nas grandes mudanças político-sociais das últimas décadas em Portugal, em especial na oposição ao Estado Novo, na afirmação da democracia após o 25 de Abril e na adesão à CEE. Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas e em Direito, foi detido 12 vezes, deportado para São Tomé e exilado na França. Mais tarde, o cofundador do PS chegou a primeiro-ministro, a Presidente da República e quase presidiu o Parlamento Europeu. Colaborou em publicações como Seara NovaO Tempo e o ModoVisãoDNEl Pais. Criou a Fundação Mário Soares, recebeu diversas condecorações, graus honoris causa e ocupou inúmeros cargos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:08

O Dept. Informática da UMinho, no campus de Gualt

Os estudantes de Engenharia Informática da Universidade do Minho apresentam esta sexta-feira, às 14h00, na empresa Primavera, em Braga, os seus projetos a um conjunto de empresários e especialistas, tentando a sua sorte para entrar no mercado. Os nove projetos de software foram criados numa unidade curricular do 5º ano do mestrado, em estreita ligação com empresas e clientes finais, e designam-se Focus, IURIS, APHELION, MyDo, Pet4U, Homecook, Dominium, eaze e beeFit. A entrada é livre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:52

Cartaz.jpg

O concurso iProof20, que visa “acelerar” o desenvolvimento de tecnologias e conhecimento criado na Universidade do Minho, é lançado esta quarta-feira, dia 1, às 15h00, no anfiteatro B2 do campus de Gualtar, em Braga.

 

A sessão prevê as intervenções do presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Norte (CCDR-N), Fernando Freire de Sousa, do pró-reitor da UMinho para a Valorização do Conhecimento, Fernando Alexandre, e da diretora do Departamento de Transferência de Tecnologia da TecMinho, Marta Catarino.

 

Cada projeto vencedor recebe até 20 mil euros

 

O concurso destina-se a responsáveis de projetos de investigação nas áreas agroalimentar, biotecnologia, energia, materiais, nanotecnologia, saúde e tecnologias de produção. As candidaturas estão abertas até 5 de março, emwww.tecminho.uminho.pt/tt/iproof20. O júri vai valorizar o grau de novidade, o impacto esperado e a adequação do plano de trabalhos dos projetos concorrentes, atribuindo prémios até 20 mil euros a cada projeto vencedor. A iniciativa tem o apoio dos programas U.Norte Inova e Portugal 2020.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:40

A equipa - Rui Lima, Nuno Silva, António Salgado,

Estudo saiu na “Biomaterials” e teve parceria das universidades de Toronto (Canadá) e Tulane (EUA)

 

Uma equipa da Universidade do Minho conseguiu reverter parcialmente as limitações motoras de ratinhos com lesões na espinal medula. Aqueles animais obtiveram ainda melhorias significativas na cicatrização, no tratamento da inflamação e no crescimento de novos axónios (condutores dos impulsos nervosos). Espera-se que estes avanços venham no futuro a ser aplicados em pacientes com lesões vertebro-medulares. O trabalho, publicado na reputada revista “Biomaterials”, teve a colaboração das universidades de Toronto (Canadá) e Tulane (EUA) e foi financiado pelo Prémio Santa Casa Neurociências - Melo e Castro, atribuído pela Misericórdia de Lisboa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:11

Pedro Vaz Alves_.jpg

Pedro Vaz Alves, formado pela Universidade do Minho, lançou um software que controla online todos os passos de uma empreitada, permitindo reduzir falhas, custos e prazos da obra, além de interligar os intervenientes. O software Assister é inovador na gestão de incidentes no setor da construção. Permite a interação por computador, tablet ou smartphone, podendo ainda ser utilizado offline em zonas remotas do planeta.

 

A ferramenta responde a uma necessidade do mercado e já tem clientes em França e Portugal. Nasceu do know-how da equipa de Pedro Vaz Alves, que é diretor-geral da start-up tecnológica SparkleIT, em Viana do Castelo. “Conhecemos bem o ramo da construção, que agora encontra resposta para as dificuldades mais comuns, como incidentes em obra, problemas de comunicação e atrasos na execução”, refere. A plataforma “é configurável” para as exigências de cada projeto.

 “Esta nova solução poderá revolucionar o setor da construção, ganhando-se tempo, dinheiro, segurança e acabando com derrapagens nos prazos de entrega da obra”, frisa o responsável. Por outro lado, acrescenta, acelera e clarifica os dados transmitidos entre todos os envolvidos, desde o promotor, as empresas executantes, os subempreiteiros e o cliente. Além disso, a aplicação multiplica a eficácia das equipas no terreno, a deteção e resolução ágil de problemas e também antecipa planos diários de trabalho.

 Pedro Vaz Alves é mais um exemplo de sucesso dos diplomados em Engenharia de Sistemas e Informática pela UMinho, que têm tido repercussão nacional e internacional. O vianense de 36 anos foi gestor de tecnologias de informação da Euromib, consultor tecnológico do BCP e acumula os cargos de diretor da tecnológica Vamtech e de development manager da Société Gestion Investissement.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:37


UMinho realiza iniciativas de solidariedade

por JORNALdeFAFE, em 20.12.16

A Universidade do Minho está a promover ao longo das últimas semanas ações de solidariedade para recolher alimentos, roupa, calçado, brinquedos, livros e móveis, com o fim de ajudar pessoas carenciadas. As iniciativas envolvem estudantes, docentes, investigadores e funcionários da academia, mas desafiam também a sociedade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:11

Panfleto.jpg

 

As exposições "40 anos do Poder Local" e "Revistas Municipais de Cultura” são inauguradas esta terça-feira, às 12h00, na Reitoria da Universidade do Minho, em Braga. A iniciativa evoca as primeiras eleições autárquicas em Portugal há exatamente 40 anos, recorrendo à imprensa e a documentos da época, e faz pela primeira vez uma retrospetiva das revistas municipais no período da democracia.

 

A organização cabe ao Conselho Cultural da UMinho e à Biblioteca Pública de Braga. As mostras inserem-se na 25ª edição do Prémio Victor de Sá de História Contemporânea, que será entregue às 16h15 a Márcio Barbosa, pela sua tese doutoral "Novo Estado Marcelista”. O programa inclui ainda durante o dia, na Reitoria, o colóquio "O Poder Local sob as linhas do tempo", com palestras de Fernando Catroga, Paulo Trigo Pereira, David Justino e Justino Magalhães.

 

As duas exposições têm um forte cunho visual e gráfico, num total de cerca de 150 publicações em 20 painéis e escaparates. Em “40 Anos do Poder Local” vê-se o país a confirmar uma “conquista de Abril”, consagrada na Constituição de 1976, como o quotidiano da campanha nos jornais, os programas partidários, o dia das eleições e os respetivos resultados. Dá-se ênfase ao distrito de Braga, permitindo conhecer boletins de voto, listas candidatas, manuscritos ou editais, graças ao apoio da Câmara Municipal e do arquivo do extinto Governo Civil. Este foi o primeiro “sufrágio direto, universal e secreto” para as autarquias e um dos mais participados de sempre em Portugal.

 

Já em “Revistas Municipais de Cultura”, como o nome indica, apreciam-se as publicações periódicas de mais de um terço dos 305 municípios. Desde 1978 nasceram mais de 100 títulos, que se juntaram a 13 que se mantiveram ativos. Por vezes, estes foram lançados através de arquivos, bibliotecas e museus das autarquias. Hoje perduram 35 títulos com edição regular, sendo os mais antigos “Arquivo Coimbrão” (1923), “Bracara Augusta” (1950) e “Póvoa do Varzim” (1958). Os temas abordados incidem em estudos locais, património, história, arqueologia, etnologia, literatura e biografias, revelando a vontade de cada concelho definir a sua identidade, dar-se a conhecer e estimular a investigação. As duas exposições na Reitoria têm entrada livre e ficam patentes até 15 de janeiro.

Exposição (1).jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:14



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


subscrever feeds