Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




REGADAS: Madrugada marcada por vários assaltos

por JORNALdeFAFE, em 16.11.14

A madrugada de sábado ficou marcada por uma onda de assaltos na freguesia de Regadas. Ao que conseguimos apurar, depois da notícia sobre o Fiat Uno roubado, há automóveis danificados e pelo menos uma casa de imigrantes assaltada.

Durante o furto, o que é conhecido até ao momento, os ladrões levaram uma carteira de documentos, um plasma e um automóvel.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:59

AmaresConfer3.JPG

 

Projectos insustentáveis não representam desenvolvimento nem progresso

  

O Eurodeputado José Manuel Fernandes defendeu ontem, em Amares, que um desenvolvimento que assegure a coesão social e territorial impõe que se recuse projectos e propostas insustentáveis, que só servem para provocar mais despesa e dívida pública. Em seu entender, é preciso distinguir bem entre investimento e despesismo.

Numa conferência realizada nas instalações da Junta de Freguesia de Caires subordinada ao tema “Desenvolvimento económico e emprego”, o Eurodeputado e líder da distrital do PSD/Braga vincou que essa distinção deve ficar bem clara tanto no plano nacional como, desde logo, ao nível das comunidades e das autarquias locais.

Sustentado na Estratégia Europa 2020 e nos critérios para a boa execução dos fundos comunitários, José Manuel Fernandes explicou que “um projecto ou uma intervenção que não seja sustentável economicamente, não proteja o meio ambiente ou não contribua para trazer mais riqueza e empregos, não pode ser considerado um investimento. Não representa desenvolvimento nem progresso”.

“Trata-se, sim, de despesismo, que vai acarretar mais despesa e dívida pública. E isso é que devemos classificar como irresponsabilidade e uma objectiva irresponsabilidade social, porque vai agravar dificuldades estruturais e impedir intervenções que efectivamente sejam capazes de garantir melhor coesão social e desenvolvimento sustentável dos territórios”, alertou o eurodeputado

Nesse âmbito, José Manuel Fernandes enalteceu o trabalho do actual Governo na recuperação sustentada da economia portuguesa, capaz de criar empregos mais duradouros e competitividade no contexto global, aliada à reconquista da credibilidade do Estado e capacidade de intervenção no campo social, nomeadamente ao nível das famílias e apoio à natalidade. Aspectos que foram salientados da análise ao Orçamento de Estado para 2015, conforme salientou o deputado Isidro Araújo.

Na mesma sessão sob moderação do dirigente socialdemocrata Martinho Braga, o presidente da Assembleia Municipal de Amares, João Januário, apontou a importância da aposta nos produtos endógenos como mais valias para assegurar um desenvolvimento mais sustentado do concelho, sublinhando a necessidade dos novos fundos europeus serem capazes de representarem uma base determinante no incentivo à valorização destas estratégias locais de crescimento.

O impacto dos recursos locais para um melhor crescimento e coesão social e territorial foi reconhecido por José Manuel Fernandes, que chamou a atenção para a importância dos investimentos territoriais integrados (ITI), enquanto ferramenta fundamental para garantir escala e complementaridade na aplicação dos fundos, o que impõe trabalho de integração e compromisso entre diferentes autarquias e municípios, pelo menos ao nível das NUT3 – ou seja, no caso de Amares, ao nível do Cávado.

José Manuel Fernandes explicou que o Quadro Financeiro Plurianual para 2014/2020 representa para Portugal uma oportunidade determinante para o desenvolvimento do país – até porque assegurar mais de 20 milhões de euros por dia –, “mas não resolve tudo”, porque há reformas que é preciso continuar a fazer, sobretudo ao nível da justiça, da burocracia e da fiscalidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57


Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds