Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



14707_944814352219577_8890850393057001018_n.jpg1610901_944814302219582_1962133439662868241_n.jpg10306264_944814405552905_7597570900605956695_n.jpg

 10930924_944812582219754_9047969677143126237_n.jpg11081190_944812218886457_2743379475719100170_n.jpg11083622_944813238886355_3494139722130487377_n.jpg

13021_944825152218497_769344867440905403_n.jpg10941433_944825135551832_7422641190096961162_n.jpg

 10670239_944826232218389_8313962051540475038_n.jpg11050773_944826305551715_799428429907223720_n.jpg

 11088399_944825675551778_8741185629032583601_n.jpg10383025_944825725551773_1005065764506240507_n.jpg

 Rp - Presença da Juliana da Secret Story e animação do Dj Iven R na Zona Bowling Fafe

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:26

Poster.png

A primeira fase de candidaturas à licenciatura em Música da Universidade do Minho, cujo acesso é feito por concurso local, decorre até 27 de abril. Os interessados devem preencher o boletim de inscrição em www.musica.ilch.uminho.pt. Há 40 vagas disponíveis.

 

O curso tem um corpo docente de referência e proporciona uma formação fortemente especializada em três áreas – Ciências Musicais, Interpretação/Direção Coral e Interpretação/Instrumento (em clarinete, contrabaixo, cravo, fagote, flauta transversal, guitarra clássica, oboé, percussão, piano, saxofone, trombone, trompa, trompete, tuba, viola de arco, violino ou violoncelo). A cultura de internacionalização do curso estimula a mobilidade e o intercâmbio na rede de ensino superior europeu e a extensão à comunidade gera vários projetos de investigação e performance, como o Coro e Orquestra Académica da UMinho.

 

Esta licenciatura tem elevados índices de empregabilidade e pauta-se por uma cultura de competitividade, em que as vertentes performativas e de investigação são direcionadas para o acesso a uma pós-graduação na área do ensino e para o exercício de profissões, em particular na área de instrumento e direção coral, bem como a investigação musicológica, edição, crítica, divulgação e gestão do património musical e atividades culturais.

 

O concurso local de acesso exige o 12º ano concluído ou equivalente, a prova de ingresso de Português ou História ou Matemática e uma prova de aptidão vocacional (escrita e prática). A licenciatura tem a duração de três anos e decorre em regime pós-laboral no Edifício dos Congregados da UMinho, na Avenida Central, em Braga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:24


Curso de Comissário de Ciclismo em Guimarães

por JORNALdeFAFE, em 30.03.15

ComissariosCiclismo.jpg

 

Realiza-se nos dias 11 e 12 de abril, em Guimarães, um Curso de Comissário de Ciclismo promovido pela Federação Portuguesa de Guimarães e pela Associação de Ciclismo do Minho. As inscrições estão a decorrer e são limitadas.

Os Comissários são os árbitros do ciclismo, competindo-lhes fazer cumprir os regulamentos e defender a verdade desportiva. Os Comissários, individualmente e/ou em Colégio, assumem a direção das provas de ciclismo (de todas as vertentes) no plano desportivo e zelam para que a mesma se desenrole, em todos os aspetos, em conformidade com os regulamentos.

O Curso de Comissário de Ciclismo a realizar em Guimarães compreenderá a formação teórica dos módulos de “Organização Geral do Ciclismo” e “BTT”, ficando os candidatos que obtiverem aproveitamento aptos a exercer a função de comissários em provas de BTT até à realização da segunda fase do curso, em data e local a anunciar. Os candidatos sem aproveitamento na primeira fase poderão completar a totalidade do curso e obter aproveitamento na segunda.

Os interessados em candidatar-se às funções de comissário de ciclismo, de ambos os sexos, deverão ser maiores de 18 anos e possuir a escolaridade obrigatória, tendo a inscrição o valor de 30 euros. As inscrições são limitadas e devem ser efetuadas através do preenchimento do formulário disponível em www.acm.pt.

O curso será ministrado pelo Comissário Internacional de Ciclismo Cláudio Guimarães nos dias 11 e 12 de abril, na sede da Associação de Ciclismo do Minho, entre as 9 e as 18 horas, sendo os intervalos e o horário da avaliação a realizar no dia 25 de abril acordados entre os formandos e formador.

A formação inicial para Comissário é feita através de cursos organizados pela Federação Portuguesa de Ciclismo baseados principalmente numa parte teórica sobre os regulamentos, o código deontológico e as técnicas de arbitragem, sendo a formação prática efetuada no terreno com o apoio de Comissários mais experientes. O processo de formação vai decorrendo com os anos até se chegar ao curso internacional organizado pela UCI.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22


Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds