Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

IMG_20160622_124103.jpg

Projeto será replicado para todo o país

 

     Representantes da FAJUB (Federação das Associações Juvenis de Braga) foram recebidos no Ministério da Educação, na passada terça-feira, para apresentar e analisar o projeto educativo Academias da Juventude.

     Alberto Gonçalves, presidente da FAJUB, Ricardo Sousa, presidente da Associação Synergia de Braga, e Pedro Sousa, diretor pedagógico do CLUB ALFA em Fafe e mentor do projeto, foram recebidos pela assessora do Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Sílvia Vermelho, para discutir as principais linhas orientadoras do projeto Academias da Juventude.

     Numa estrutura pedagógica construída para contribuir para uma educação (informal) saudável junto da comunidade juvenil, na perspetiva de alargar e/ou ajustar as suas valências sempre em parceria com Escolas, Autarquias e outras instituições públicas ou privadas que trabalhem sobretudo com a juventude, as “Academias de Juventude” pretendem colocar ao serviço da população, sobretudo da mais jovem, as “Atividades Educativas” (Atividades lúdicas), a ‘Escola de Artes’ (Cursos livres, Workshops, Clubes culturais, artísticos e recreativos…), a ‘Escola de Desporto’ (Futsal, BTT, Bowling, Zumba, Kuduro, Slide…), Apoio Psicopedagógico/Espaço Ponto Já e Ocupação de Tempos Livres (OTL, Campos de Férias).

     Verificando-se a aprovação do projeto pelo Ministério da Educação, há ainda intenção em estabelecer parcerias com Escolas Superiores para que estas possam “Acompanhar e analisar o impacto social do projeto, colaborem na construção de manuais de apoio e na possível criação de cadeiras que possam responder a esta nova realidade”, assume Pedro Sousa e acrescenta que ‘quando há seriedade nas coisas temos de permitir que haja acompanhamento e avaliação das mesmas com o objetivo de melhorar sempre mais e, para isso, só mesmo através do conhecimento e investigação social e científica'.

      As associações Juvenis, através das “Academias de Juventude” pretendem assumir um papel de educação não-formal com o Governo de Portugal e implementar um projeto de construção da pessoa assente na arte, cultura e desporto como complemento à escola e com isto contribuir para a cidadania, a cultura e a vida saudável. Este projeto poderá ser uma mais-valia também na contribuição para a diminuição do desemprego, através da contratação de pessoas qualificadas, e um garante de estabilidade para as famílias que podem encontrar a respostas para que os seus educandos possam experimentar novas formas educativas, artísticas e desportivas, numa contínua edução pelas artes e desportos.

     Após duas horas de troca de impressões, foi demonstrada vontade política para colocar o projeto na agenda política, que merecerá as alterações necessárias para ser replicado a nível nacional e que obrigará a uma dotação orçamental, e antes das férias de verão será agendada uma nova reunião com os dirigentes associativos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14


Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds