Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Programa destaca intervenção do jornalista Vasco Trigo e de oradores da Bosch, Leica e Entidade Reguladora da Saúde, entre outros

 

O Centro de Computação Gráfica (CCG), no campus de Azurém, em Guimarães, promove esta sexta-feira um dia aberto com o tema “Impacto societal da investigação em Sistemas de Informação”.

 

A sessão de abertura é às 10h00, com o diretor-geral do CCG, João Nuno Oliveira, e o pró-reitor da Universidade do Minho para a Avaliação Institucional, Guilherme Pereira. Segue-se a apresentação do domínio de Engineering Process Maturity and Quality do CCG, por Ana Lima e Ricardo J. Machado, e às 10h30 a palestra principal, com Vasco Trigo, jornalista e coordenador de comunicação e multimédia do ISCTE.

 

O painel sobre os sistemas de informação na saúde reúne, às 11h30, Jorge Cruz (Fundação Champalimaud), Mário Macedo (Instituto Português da Qualidade), Carlos Cordeiro (First Solutions) e João Gaspar (Entidade Reguladora da Saúde). De tarde, a partir das 14h30, a mesa sobre a indústria conta com Francisco Duarte (Bosch), Rosário Costa (Leica) e Rui Oliveira (Riopele), enquanto o painel sobre as cidades junta ao debate Carlos Sousa (Município de Famalicão), Nuno Cunha (Quadrilátero Urbano), Rui Ribeiro (IPTelecom, Infraestruturas de Portugal) e Ricardo Vitorino (Ubiwhere). O encerramento dos trabalhos é às 17h40, a cargo de João Nuno Oliveira e Ricardo J. Machado. O site do evento éworkshopcvig.eventos.ccg.pt.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:55

O Partido Social Democrata saúda Jorge Moreira da Silva, pela nomeação para o cargo de Diretor da Cooperação para o Desenvolvimento da OCDE. Esta é uma nomeação que resulta de um processo de candidatura aberto e competitivo, cujo resultado prestigia Portugal mas que reflete o mérito e as qualidades do candidato.

 

É com particular orgulho que apreciamos esta nomeação, pelo reconhecimento que representa do percurso amplamente notado do Engenheiro Jorge Moreira da Silva. Portugal passou a ser líder mundial no crescimento verde, com o Engenheiro Jorge Moreira da Silva como ministro das pastas do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia. Foi também fruto do trabalho do anterior governo e da equipa liderada pelo Engenheiro Jorge Moreira da Silva que Portugal deu um contributo decisivo para reforçar o papel do mercado ibérico de energia no quadro europeu.

 

Não deixamos de destacar os seus inúmeros contributos para colocar na agenda nacional, e internacional, as preocupações do crescimento sustentável, assim como a sua dedicação aos objetivos globais incluídos nos novos compromissos para as políticas de desenvolvimento sustentável, proteção ambiental e combate à pobreza.

 

Impõe-se um reconhecimento especial pela escolha do Engenheiro Jorge Moreira da Silva para um cargo ao nível de direcção mais elevado da OCDE, colocando Portugal como uma das poucas nações que figuram naquelas posições, ao lado de países como Reino Unido, França, Alemanha e Estados Unidos da América. Apenas estes países detinham este nível de representação até este momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49

Pedro Miguel Moura, presidente da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa (FPTM), foi esta manhã eleito em Budapeste para o cargo de vice-presidente da Federação Europeia da modalidade – European Table Tennis Union – sendo a primeira vez que um português integra a direção do organismo.

Pedro Moura foi escolhido com 36 votos dos 48 delegados presentes, na eleição que se realizou à margem do Campeonato da Europa individual que está a ter lugar na capital húngara.

No ato eleitoral, que reconduziu o holandês Ronald Kramer na presidência, havia oito candidatos para cinco cargos na vice-presidência, com quatro recandidaturas. Pedro Moura e Cristinel Romanescu, da Roménia, estreiam-se no organismo que reelegeu Sonja Grefberg (Finlândia), Heike Ahlert (Alemanha) e Nikolas Endal (República Checa).

Para o líder federativo, “este é um momento de reconhecimento da Europa do ténis de mesa pelo trabalho efetuado pela FPTM ao longo dos anos. No ténis de mesa internacional, Portugal já não é somente um grupo de grandes jogadores.”

Pedro Miguel acrescentou que “a nível pessoal, é um momento de grande responsabilidade, em que espero dignificar o ténis de mesa português e o próprio cargo. Neste momento de grande orgulho relembro todos aqueles que ao longo dos anos têm trabalhado insistentemente para que o ténis de mesa de Portugal chegasse a este patamar tão prestigiante. Não quero também esquecer aqueles que, com enorme paixão, me acompanharam na gestão do destino do ténis de mesa português nestes últimos quatro anos, na esperança que estejam todos tão orgulhosos como eu

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:48


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds