Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



APACRA-PLima.JPG

 

Entrega de prémios a vencedores de concursos bovinos de raça minhota, no I Festival da Carne Minhota em Ponte de Lima

 

O Eurodeputado José Manuel Fernandes desafiou hoje os agricultores, e de forma especial os criadores de animais, para a boa utilização e rentabilização dos fundos comunitários na valorização e certificação dos produtos agroalimentares de qualidade e autóctones.No I Festival da Carne Minhota que decorre este fim-de-semana em Ponte de Lima, José Manuel Fernandes sublinhou que, até 2020, Portugal tem acesso a mais de 3,3 milhões de euros por dia só para a agricultura, um setor nevrálgico para a União Europeia e para o nosso país.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:16

No próximo dia 29 de novembro, a partir das 15 horas, decorrerá na Sala Portugal, da Sociedade de Geografia de Lisboa, a cerimónia “Reconhecer – Gala de Reconhecimento Social 2015”, um evento que pretende reconhecer publicamente o mérito de cidadãos e entidades que se destacaram no domínio social, assim como atribuir apoios aos selecionados dos projetos sociais da entidade, como sendo: “Mealheiro Solidário” e “Fundo de Inovação Social”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:16

2015-11-24- PE Estrasburgo.jpg

Eurodeputado José Manuel Fernandes: acordo com o Conselho é "extremamente positivo e respeita todas as prioridades políticas definidas pelo Parlamento

Em 2016, a União Europeia vai ter “um orçamento reforçado para promover o emprego e a solidariedade”. A garantia é dada pelo Eurodeputado José Manuel Fernandes, relator e líder da delegação do Parlamento Europeu para a negociação do Orçamento da UE com o Conselho, cujo acordo final foi hoje aprovado com 516 votos a favor, 179 votos contra e 8 abstenções no plenário que decorre em Estrasburgo.

No balanço das negociações, José Manuel Fernandes aponta que o acordo alcançado é “extremamente positivo e respeita todas as prioridades políticas definidas pelo Parlamento, designadamente no que toca ao apoio à promoção do emprego, dinamização da economia, valorização do conhecimento e da investigação na estratégia de crescimento e no reforço da capacidade de solidariedade interna e externa da União Europeia”.

O Orçamento global da UE para 2016 é de 155.004,2 mil milhões de euros em dotações para autorizações e de 143.885,3 milhões de euros em dotações para pagamentos. Estes montantesrepresentam um reforço das verbas previstas, em relação ao orçamento inicial proposto pela Comissão Europeia, em mais de 2.800 mil milhões de euros em dotações de autorização e de 2.150 mil milhões de euros em dotações de pagamentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:10

No rescaldo das eleições legislativas de 4 de outubro de 2015 para a Assembleia da República, a Comissão Política Distrital do PSD de Braga vem:

 

- Felicitar todos os portugueses, em especial os eleitores do distrito de Braga, pela participação responsável no ato eleitoral de absoluta importância para o país e para a vida de todos os portugueses, numa demonstração de maturidade democrática;

- Felicitar o Dr Pedro Passos Coelho e o Dr. Paulo Portas pela vitória clara obtida nestas eleições legislativas pela coligação Portugal à Frente;

- Defender, com humildade democrática e missão de serviço, o respeito integral dos resultados eleitorais e, nesse sentido, manifestar o total apoio e empenho para colaborar na concretização do mandato conferido pelos portugueses à coligação Portugal à Frente, sublinhando a confiança nos líderes do PSD, Dr Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Dr Paulo Portas, para assegurar a formação de um novo governo e de um mandato de estabilidade que possa consolidar o percurso de crescimento e sucesso do país, a favor de todos os portugueses;

- Rejubilar-se pelo excelente resultado obtido pela coligação Portugal à Frente no distrito de Braga, que garante uma maioria de deputados eleitos, numa equipa liderada pelo Eng. Jorge Moeira da Silva e que alia a juventude de novos valores da vida política e social com a competência e a experiência de gente com provas dadas ao serviço do interesse público, o que vem reforçar a confiança no compromisso de assumir a representação do distrito, da nossa população e das nossas instituições, na Assembleia da República e contribuir de forma abnegada para a estabilidade governativa;

- Salientar a vitória clara da coligação Portugal à Frente em 13 dos 14 concelhos do distrito de Braga;

- Salientar ainda os resultados históricos e as importantes vitórias nos concelhos de Guimarães, Fafe e Cabeceiras de Basto, enquanto demonstração do bom trabalho que os partidos da coligação estão a desenvolver a favor das populações locais. Acresce o facto de, em vários concelhos, termos conseguido vencer em todas as freguesias, como foi o caso de Braga, Vila Verde, Esposende, Póvoa de Lanhoso, Amares e Terras de Bouro. No mesmo contexto, realça-se ainda a grande vitória obtida no concelho de Barcelos, onde a coligação Portugal à Frente venceu em 59 das 61 freguesias. Em Vizela, embora não sendo a força política mais votada, aumentámos a votação e obtivemos o maior resultado de sempre em eleições legislativas neste concelho;

- Destacar que os resultados eleitorais deste domingo vieram confirmar as manifestações de apoio que acolhemos e registamos ao longo da intensa campanha eleitoral, em que fizemos questão de assumir permanentemente uma postura positiva, objetiva, informativa e esclarecedora, com uma equipa de trabalho incansável e imbuída de um espírito de vitória e de missão;

- Reiterar o compromisso de, com a responsabilidade acrescida pela vitória obtida e pela confiança depositada pelos eleitores na lista da coligação Portugal à Frente neste distrito, assumir um mandato de proximidade e de disponibilidade permanente para, em conjunto com as instituições, as empresas e demais forças vivas, estimular as potencialidades deste distrito, que tem sido inspirador para o país, pelo seu exemplo de trabalho, empenho nas causas e defesa do interesse público, assumindo os problemas, enfrentando as dificuldades e encontrando soluções, geradoras de maior crescimento, mais emprego e mais justiça social.

 

Braga, 5 de outubro de 2015

 

O presidente da Comissão Política Distrital de Braga do PSD,

José Manuel Fernandes

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Braga-feira2.jpg

Jorge Moreira da Silva, líder da coligação Portugal à Frente no distrito de Braga, destaca adesão popular a campanha positiva a favor dos portugueses e do país

 

O cabeça de lista da coligação Portugal à Frente, Jorge Moreira da Silva, defendeu hoje, em Braga, a regeneração urbana como "uma necessidade e uma oportunidade", com um enorme potencial de favorecer a dinamização económica e o emprego. Acresce ainda o impacto de ajudar à revitalização do setor da construção civil e promover o crescimento sustentável.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

PodioFinal_CNTrialBike2015.jpg

 

 

Um total de dez medalhas, dois títulos de Campeão Nacional, dois de Vice-Campeão e dois terceiros lugares é o excelente balanço da prestação de atletas do Minho no Campeonato Nacional de Trial Bike disputado em Oliveira de Azeméis. João Sousa e Filipe Gomes sagraram-se Campeões Nacionais de Elites e Seniores.

Os atletas minhotos, representantes de clubes da Associação de Ciclismo do Minho, dominaram o Campeonato Nacional de Trial Bike averbando um total de dez medalhas em quinze possíveis.

João Sousa (elites) e Filipe Gomes (seniores) conquistaram os títulos de Campeões Nacionais, enquanto Daniel Sousa (elites) e Luís Araújo (infantis) se sagraram Vice-Campeões Nacionais. No terceiro lugar do Campeonato Nacional de Trial Bike classificaram-se Pedro Araújo (elites) e Jorge Ferreira (seniores). Embora sem atribuição de títulos nas respetivas categorias, a minhota Daniela Neves venceu em femininos e os três primeiros lugares de benjamins/iniciados também foram ocupados por atletas da região do Minho: Simão Sousa, Diogo Ferreira e João Ferreira.

Na categoria de elites, o vilaverdense João Sousa conquistou o título nacional sucedendo ao irmão Daniel Sousa, segundo classificado em Oliveira de Azeméis, enquanto Pedro Araújo terminou a competição em terceiro lugar.

O bracarense Filipe Gomes, vencedor do Campeonato do Minho de Trial Bike - Herdmar (2015), sagrou-se Campeão Nacional deixando José Sequeira em segundo e os minhotos Jorge Ferreira e João Gomes em terceiro e quarto lugares, respetivamente.

Na categoria de infantis a vitória foi de Ricardo Simões, enquanto o minhoto Luís Araújo foi segundo classificado e Vasco Carvalho o terceiro.

Daniela Neves venceu em femininos e Simão Sousa em benjamins/iniciados, categoria em que os irmãos vimaranenses Diogo e João Ferreira ocuparam as restantes posições do pódio.

Recorde-se que os atletas minhotos que se sagraram Campeões Nacionais em 2015 e que conquistaram resultados de relevo a nível internacional serão homenageados na Gala de Encerramento da Época Desportiva de 2015 da Associação de Ciclismo do Minho, agendada para o dia 21 de novembro (Casa das Artes, Vila Nova de Famalicão). Na mesma ocasião serão entregues os prémios finais dos diversos Campeonatos do Minho e do Troféu Revelações.

Berço do Trial Bike nacional, o Minho já acolheu o primeiro Campeonato Nacional (19 de Setembro de 2010 nas imediações do Castelo de Guimarães), diversas provas da Taça de Portugal, os Campeonatos do Minho, o Open de Portugal e o Troféu Ibérico desta vertente do ciclismo.

No Trial Bike o objetivo da competição é passar com a bicicleta por um percurso difícil e com obstáculos sinalizados, situados dentro de “zonas controladas” (secções), sem se poder tocar no solo com nenhuma parte do corpo e da bicicleta (exceto com os pneus), e dentro de um tempo estabelecido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:22

2015-09-21-Primavera-0019.jpg

Jorge Moreira da Silva defende exemplo do distrito de Braga para levar à prática no resto do país

 

O cabeça de lista da coligação Portugal à Frente, Jorge Moreira da Silva, defendeu hoje em Braga que o país e as empresas nacionais “devem tirar partido da economia de rede", de forma a beneficiar das "vantagens geopolíticas únicas à escala mundial, condições que mais nenhum país dispõe".

"Portugal tem uma posição geopolítica central de grande importância. É o único país do mundo que é simultaneamente europeu, atlântico, mediterrânico e lusófono, sendo que neste contexto a lusofonia tem um contexto muito importante, em que Portugal é verdadeiramente uma rótula”, explicou Jorge Moreira da Silva, no final de uma visita à empresa Primavera Business Software Solutions.

Perante as questões e desafios dos responsáveis de administração da empresa sobre a estratégia da coligação PSD/CDS-PP na consolidação do crescimento económico do país, Moreira da Silva destacou o bom exemplo do distrito de Braga e do tecido económico da região.

“Braga é um distrito à parte, no bom sentido, em termos nacionais, pois nós aqui temos uma lógica de ecossistema, mais do que de cluster, com inovação e empreendedorismo. Podemos ver esses exemplos tanto em braga e no Vale do Cávado como Vale do Ave, em Guimarães e Famalicão. É isto que queremos no país”, afirmou.

Liderando uma comitiva que integrou os candidatos a deputados Fernando Negrão, Hugo Soares, Vânia Dias da Silva e Otília Gomes, o cabeça-de-lista frisou que “a lógica de competição é boa, mas alguma colaboração e articulação é fundamental para atrair investimento e para exportar".

“Com a sua dimensão isolada, Portugal não tem condições de vencer numa economia de escala, com exceção em dois ou três produtos e em um ou dois setores, como são os nossos têxteis e o calçado. Mas também podemos vencer noutras áreas. Para isso, torna-se decisivo que devemos ter ecossistemas que juntem grandes, médias, pequenas e micro empresas ligadas com sistema científico, universitário e financeiro”, apontou Jorge Moreira da Silva.

Numa sessão que juntou funcionários da empresa o co-CEO José Dionísio, o líder da coligação assumiu que o país terá de continuar "a conviver com as questões orçamentais durante décadas". E adiantou que “o excedente orçamental é uma meta possível de atingir até ao final da próxima legislatura”. Mas salvaguardou que o objetivo é proporcionar "condições de baixar impostos, pagar a dívida e libertar mais recursos para a economia, especialmente ainda para promover a igualdade de oportunidades e de socorro aos mais necessitados”.

Numa jornada em que a coligação esteve também no lar da ASCREDNO em Nogueiró, Moreira da Silva sublinhou que a coesão social foi, de resto, uma preocupação permanente do governo nos últimos quatro anos. "Aumentámos o salário mínimo quando outros o bloquearam, aumentámos as pensões mínimas e rurarais quando outros as congelaram, aumentámos o número de médicos de família, passámos o número de pessoas com isenção das taxas moderadoras de 4,3 milhões para 6,3 milhões e, sempre em tempo de crise e austeridade, críamos programas de emergência social e concretizámos um plano de parcerias com as IPSS cpomo nunca houve em Portugal", descreveu.



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51


NÓS, Cidadãos! percorreu as ruas de Braga

por JORNALdeFAFE, em 21.09.15

022.JPG

 

O movimento NÓS, Cidadãos! (NC) percorreu no passado sábado as ruas do centro histórico da cidade de Braga. O movimento foi bem acolhido junto da população que se mostrava interessada e desperta para a nova realidade política com o surgimento de novos movimentos de cidadania com o objetivo de mudar mentalidades no seio da sociedade portuguesa.

A arruada contou com bastantes apoiantes que se foram fazendo ouvir junto das pessoas que passavam e daquelas que estavam nas muitas esplanadas espalhadas pelas ruas da cidade. As pessoas iam lendo os panfletos que entretanto iam sendo distribuídos. Filomena Padrão, cabeça de lista por Braga do movimento/partido Nós, Cidadãos! encabeçou a iniciativa, promovendo o contacto de perto com as pessoas que acolheram com curiosidade esta nova forma de pensar a política e os problemas do país. Com a presente arruada, o NC pretende aproximar as pessoas da política, apresentando-se como alternativa credível e de verdadeira cidadania para as eleições legislativas do próximo dia 4 de outubro.

Para Filomena Padrão, “o NC apresenta um programa de reaproximação das pessoas com a realidade política. Os problemas que atualmente o país enfrenta são problemas criados por alguns mas que afetam a generalidade da população. Daí, a necessidade urgente do envolvimento de todos para, em conjunto, pensar e tentar resolver os problemas que nos afetam a todos. Para isso, é extremamente importante o envolvimento de toda a sociedade para não acontecer o que aconteceu até aqui”, salientou a cabeça de lista pelo círculo de Braga pelo Nós, Cidadãos!

Filomena Padrão e a sua equipa pretendem ainda fomentar o emprego e a coesão social através da sustentabilidade social. Resgatar o sobreendividamento das famílias e das empresas, reformar o sistema fiscal para uma maior equidade constituem igualmente as prioridades para o distrito de Braga e, consequentemente, para o país.

Ainda durante a arruada, Filomena Padrão comprometeu-se com a criação de um “Provedor do Endividado”, em moldes semelhantes aos que se encontram definidos para o Provedor de Justiça; a agilização do processo de execução de penhora de bens imóveis, com soluções para o particular sobreendividado, que não impliquem a saída da habitação em que se encontre”, frisou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

No âmbito da campanha para as próximas eleições legislativas, a coligaçãoPortugal À Frente – PSD/CDS-PP  apresentou o Mandatário da Candidatura à Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Braga.

 

O Eng.º António Murta, que esteve acompanhado pelo cabeça-de-lista da Coligação pelo distrito, Jorge Moreira da Silva, será o Mandatário Distrital da Candidatura.

 

Breve nota curricular do Engº António Murta

António Murta é licenciado em Engenharia de Sistemas pela Universidade do Minho, tendo ainda concluído o MBA pelo ISEE (Universidade do Porto), assim como o AMP pelo INSEAD. Entre 1991 e 1997 exerceu funções de Director de Sistemas de Informação da Sonae Distribuição. Fundou a Enabler, empresa integradora de sistemas de informação focada em retalho, e ocupou o cargo de VP na Wipro Retail após esta ter adquirido a Enabler. É ainda sócio fundador de várias outras empresas de TI, entre as quais a MobiComp (entretanto adquirida pela Microsoft), a IT Peers, a Profimetrics, a QuiiQ e a Cardmobili. Atualmente é Managing Director da Pathena, sociedade de investimentos que fundou com outros sócios. A Pathena é uma empresa de capital de risco com investimentos feitos em 8 empresas e um Fundo de 40M€ até à data, focado em IT e apoiado pelo EIF, Portugal Telecom e dois dos maiores Bancos nacionais. É Membro do Conselho Geral da Universidade do Minho e Diretor Não-Executivo da COTEC Portugal. Mais recentemente, António Murta foi nomeado Membro do CNEI – Conselho Nacional para o Empreendedorismo e Inovação, assim como representante de Portugal na Digital Agenda for Europe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05


Nós, Cidadãos! - lista de candidatos por Braga

por JORNALdeFAFE, em 31.08.15

IMG_0865.JPG

Nós, Cidadãos! entrega lista de candidatos por Braga

Filomena Padrão é cabeça de lista

O Nós, Cidadãos! entregou, segunda-feira (dia24 de Agosto), no Tribunal Judicial da Comarca de Braga, a lista de candidatos à Assembleia da República. A lista é encabeçada por Filomena Padrão, professora e também mandatária da campanha. “Esperamos conseguir resultados que deem aos cidadãos de Braga a oportunidade de uma voz ativa no desenvolvimento da região”, declarou a cabeça de lista. Com 60% de candidatos do sexo feminino e média de idades de 45 anos – todos residentes no distrito – a lista orgulha-se de ser constituída por cidadãos independentes e rostos novos na vida política, que representam muitas áreas de atividade profissional. Lista de candidatos do Nós, Cidadãos! por Braga 1. Filomena Maria Padrão 2. Luís Pimenta de Castro Damásio 3. Maria do Resgate Salta 4. Jorge Pinheiro Rodrigues 5. Elsa Dourado Gonçalves 6. Jorge Paraíso 7. Ana Paula Gonçalves 8. Pedro Pinheiro Augusto9. Maria Amália Queiroz 10. Luís Lehmann de Araújo 11. Susana Maria Martins 12. António José Araújo 13. Ana Filipa da Silva 14. Rui Correia de Carvalho 15. Ângela Magalhães Carvalho 16. Maria de Fátima Graça 17. Marco Paulo Fernandes 18. Maria da Conceição Viamonte da Silveira 19. Ana Paula Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D