Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CERSA logo.png

 

 

 

 

O Centro de Referência em Segurança da Água Portugal/Brasil (CERSA), pioneiro a nível internacional, é apresentado estaquinta-feira, dia 29, na Universidade do Minho, em Braga. Este projeto é uma parceria entre as universidades do Minho e de São Paulo e quer constituir-se numa referência internacional em segurança da água e saúde pública, ao nível da investigação, formação, auditoria e consultoria, envolvendo os mais diversos agentes e instituições.

 

 

 

Programa.png

 

A sessão de apresentação é às 14h30, no anfiteatro B1 do campus de Gualtar, com as declarações de António M. Cunha, reitor da UMinho; Ricardo Rio, presidente do Município de Braga; Paulo Pereira, diretor do Centro do Território, Ambiente e Construção; Luís Simas, diretor do departamento de qualidade da água da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos; Paulo Diegues, chefe de divisão de saúde ambiental e ocupacional da Direção-Geral de Saúde; Joaquim Poças Martins, secretário-geral do Conselho Nacional da Água; Afonso Lobato de Faria, presidente da Águas de Portugal; José Vieira e Pedro Mancuso, coordenadores do CERSA para Portugal e Brasil, respetivamente.

 

Após um curto intervalo, pelas 16h00 intervêm Rui Godinho, presidente da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas, José Martins Soares, presidente da Águas do Noroeste, José Sardinha, presidente da Empresa Portuguesa das Águas Livres; e Alexandra Roeger, presidente da Esposende Ambiente. O encerramento está previsto para as 17h30.

 

O CERSA vai funcionar no Centro do Território, Ambiente e Construção (C-TAC) da UMinho, na Escola de Engenharia em Braga, associando um conjunto de laboratórios, professores e investigadores. O outro polo do CERSA fica na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e será apresentado em março, em Brasília, aquando do Congresso Internacional de Segurança da Água, organizado pelo Ministério da Saúde do Brasil.

 

Este centro de investigação surge após a ONU ter reconhecido, em 2010, a água e o saneamento como um direito humano, que deve ser garantido de forma universal para a proteção da saúde pública e da qualidade de vida nas sociedades modernas. O mundo vive uma crescente exigência ao nível do abastecimento de água para consumo humano e no saneamento, o que obriga a implementar novas metodologias de avaliação e gestão de riscos. O site oficial do Centro éhttp://cersaportal.org.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:01



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D