Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



IMG_20150425_103250.jpg

No passado sábado, 25 de Abril, o Club Alfa participou no EDAJ Braga (Encontro Distrital das Associações Juvenis), realizado em Amares. Este encontro, organizado pela FAJUB (Federação das Associações Juvenis do Distrito de Braga) em parceria com as associações do concelho preponente, tem como objetivo discutir e analisar as várias problemáticas na política da juventude e trocar experiências e saberes com os participantes.

Num programa meticulosamente preparado, os participantes foram recebidos com doces regionais de Amares e, depois da abertura da mesa de honra, seguiu-se a conferência “Roteiro Associativo para a Empregabilidade”, onde Manuel Barros – Diretor Regional IPDJ – classificou as associações como ecossistema de empreendedorismo e apresentou o ‘Roteiro para a Empregabilidade’ que estará a funcionar até ao final do ano, sendo que as Associações Juvenis irão ser os parceiros de excelência na implementação do projeto.

Erasmus +, Comunicar com surdos, Ver com outros olhos, Visões do Mundo, Encontrarte e Segurança Rodoviária foram os workshops durante a tarde que permitiram dotar os presentes de ferramentas e de uma visão geral de outros mundos que podem representar mais-valias para implementar nas associações.

No final do encontro, depois da peça de teatro ‘Associa-te’ promovida pela Associação Amarense, foram encontrados três novos locais para os próximos anos: Barcelos 2016, Fafe 2017 e Braga 2018, coincidindo este último ano com as comemorações dos 20 anos da FAJUB.

11069882_10204277983125155_2236618468045502777_n.j

 Pedro Sousa, Diretor Artístico do CLUB ALFA e membro do Conselho Regional da Juventude, considera que «o caminho faz-se caminhando e como tal já estamos a projetar a nossa cidade. Queremos Fafe no Roteiro Associativo, porque vai ser um elo importantíssimo dos jovens com o mundo do trabalho, queremos envolver as associações juvenis de Fafe e esperamos que também outros jovens se movam para construir outras associações. Acredito que o Associativismo Juvenil é o único capaz de assegurar atividades para os jovens dos 10 aos 25 e vou-me debater por isso em todos os organismos onde tiver palavra. As Associações têm de oferecer aos jovens muito mais do que futebol, não descorando esta modalidade, mas há muitos mais jovens sem nenhuma atividade só porque o futebol é limitado quanto ao número de pessoas. Se pensamos nas raparigas não temos quase nada para oferecer. O IPDJ e a Secretaria de Estado da Juventude terão de ser sensibilizados para isso. As IPSS têm creches, infantários e lares. As escolas o ensino. As associações Juvenis podem assumir um papel de educação não-formal com o Governo de Portugal e implementar um projeto de construção da pessoa assente na arte, cultura e desporto como complemento à escola e com isto estaremos, certamente, a contribuir para a cidadania, a cultura e a vida saudável».

Fotos: Club Alfa e Jornal Correio do Minho (26/04/2015)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:05



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D