Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



image001.jpg

Esta quinta-feira, 02 de abril, às 22h00, o Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor acolhe a Orquestra de Guimarães que apresenta a emblemática obra “Messias”, de G. F. Haendel, que subirá ao palco em versão encenada. A orquestra atua sob a batuta do maestro Vítor Matos e conta com encenação de Marcos Barbosa, diretor artístico do Teatro Oficina.

 

Após a auspiciosa estreia em 2014, a Orquestra de Guimarães apresenta, para a primeira residência artística deste ano, uma obra icónica da música coral sinfónica ocidental: a oratória “Messias”, de G. F. Haendel. Com uma abordagem inovadora, a obra será apresentada em versão encenada, assumindo os intérpretes uma posição dinâmica em palco, enfatizando a intensidade dramática e proporcionando uma nova abordagem estética, sensorial e interpretativa à obra.

 

A Orquestra de Guimarães, projeto cultural criado pela Câmara Municipal, apresenta-se como um projeto ambicioso e singular que pretende, com base na excelência, integrar e potenciar o talento de artistas da região, proporcionando-lhes o contacto com a prática musical orquestral sinfónica. Baseado nos fortes laços criados entre a comunidade e as artes performativas, este projeto visa a criação de uma rede artística de excelência, salvaguardando assim dois fatores fundamentais para o sucesso do projeto: a sustentabilidade e a estabilidade.

 

A Orquestra de Guimarães tem como principais objetivos promover a prática orquestral de excelência com objetivos artísticos e programáticos bem delineados, proporcionar o contacto com a prática musical orquestral sinfónica aos jovens com qualidade artística, baseado em fortes princípios afetivos e pedagógicos que permitam o desenvolvimento artístico e interpretativo dos seus intervenientes. Ao mesmo tempo, pretende-se desenvolver a partilha de conhecimentos, amizade e respeito mútuo entre artistas da região.

 

 

Palácio Vila Flor encerra mostra dedicada aos 10 anos do Laboratório das Artes com programa especial que culmina com uma última incursão à exposição

 

No sábado, 04 de abril, às 16h00, o Laboratório das Artes despede-se do Palácio Vila Flor, espaço que acolheu uma mostra dedicada aos 10 anos de vida desta associação que promove e divulga a arte contemporânea em Guimarães. Nesta data, o Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor tem agendada uma programação especial que culmina numa última visita à exposição.

 

Às 16h00 é apresentado o filme “A Escola”, por Max Fernandes, um filme produzido a partir de um espetáculo de teatro-fórum em que o texto e a representação foram construídos coletivamente entre os participantes: atores e espetadores. Após a apresentação do filme “A Escola”, o público é convidado a sentar-se no foyer do Pequeno Auditório do CCVF para uma conversa com os artistas que compõem o coletivo Laboratório das Artes. O dia termina, assim como o próprio projeto, com uma incursão final à exposição.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D