Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




‘Pela Nossa Terra – Minho 2016’

por JORNALdeFAFE, em 04.05.16

A nova edição da publicação ‘Pela Nossa Terra – Minho 2016’, da autoria do eurodeputado José Manuel Fernandes, é apresentada publicamente na próxima quinta-feira, dia 5 de maio, às 18h30, em Valença.

A obra está disponível para consulta online, no link: http://josemanuelfernandes.eu/pages/agenda-pela-nossa-terra-minho-2016

 

A aplicação dos fundos europeus em cada um dos municípios e novos recursos financeiros disponíveis na União Europeia, numa altura em que se assinalam os 30 anos de adesão de Portugal às comunidades europeias, marcam o conteúdo da nova publicação ‘Pela Nossa Terra – Minho 2016’, que o eurodeputado José Manuel Fernandes apresenta publicamentena próxima quinta-feira, em Valença.

O problema da baixa de natalidade e do envelhecimento da população é uma das temáticas destacadas na abordagem da região nesta obra, com mais de 350 páginas e que concretiza o compromisso do autor em manter a ligação da informação sobre a União Europeia à realidade local minhota, incluindo cada uma das suas freguesias.

A cerimónia de apresentação está agendada para as 18h30, no novo edifício da Escola Superior de Ciências Empresariais de Valença, cuja requalificação representou um investimento de cerca de 6 milhões de euros e com financiamento comunitário. A estrutura integra o Centro de Inovação e Logística de Valença (CILV), na Rua Pinto da Mota.

O presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Rui Teixeira, fará a apresentação da obra, num evento que contará ainda com participação do presidente da Câmara Municipal de Valença, Jorge Salgueiro Mendes.

José Manuel Fernandes justifica esta nova edição como mais um contributo para “a concretização do compromisso de proximidade, de defensor e de promotor desta nossa região.

Nesta edição da publicação “Pela Nossa Terra” – a sexta edição anual lançada para o Minho –, o eurodeputado aborda as prioridades do orçamento da União Europeia para 2016 e o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, o chamado Plano Juncker. São dois dossiês em que trabalhou intensamente ao longo do ano de 2015, na qualidade de relator e negociador do Parlamento Europeu.

“Através deles, cumpri o compromisso assumido com os eleitores para a defesa de uma nova prioridade na União Europeia, a que designei de 3 E’s – Emprego, Empresas e Empreendedorismo, assim como para a coesão territorial”, sustenta.

José Manuel Fernandes lembra que, “no orçamento da UE de 2016, Portugal tem a oportunidade de receber mais de 11 milhões de euros por dia, para ajudar ao desenvolvimento,à coesão social e territorial, à competitividade da economia e à promoção do emprego. Neste processo, é reconhecido o papel fundamental desempenhado pelas micro, pequenas e médias empresas”.

Numa abordagem mais regional, mas inserida no contexto nacional e europeu, a publicação ‘Pela Nossa Terra – Minho 2016’ dedica atenção especial ao problema da diminuição da natalidade e ao progressivo envelhecimento da população.

“Uma realidade que é comum à União Europeia e a Portugal, afetando de forma particular o Minho e Trás-os-Montes. É uma temática também abordada nas informações sobre os concelhos e as freguesias dos distritos de Braga e Viana do Castelo”, adianta o eurodeputado, que continua a assumir-se como um "municipalista".

A obra faz referência aos autarcas municipais e de freguesia. José Manuel Fernandes explica que “é uma forma de homenagear e reconhecer o trabalho excecional que os nossos autarcas fazem na promoção da coesão e do crescimento económico”.

Nesta publicação, são ainda reeditadas datas previstas para eventos, festas e romarias da região, a par da apresentação de Minutos Europeus – uma rubrica online com vídeos de cerca de um minuto e em que, juntamente com o eurodeputado Carlos Coelho, José Manuel Fernandes procura explicar e fornecer informação útil sobre diversas questões ligadas à União Europeia.

Na obra são ainda explanadas as operações aprovadas no âmbito do Novo Norte – ON2(até 31 de dezembro de 2015), relativas ao período 2007-2013.

“Quando estamos na concretização de um novo quadro financeiro que vigora até 2020, éimportante avaliarmos como e onde foram usados os recursos disponíveis”, sustenta José Manuel Fernandes.

E acrescenta que “é nesse contexto que devemos enquadrar a comemoração dos 30 anos da adesão de Portugal à comunidade europeia”, matéria também abordada nesta edição de ‘Pela Nossa Terra’ e em que são destacados “aspetos de uma relação bem mais profunda e intensa que a simples contabilidade de fundos recebidos”.

“Na União Europeia, os portugueses têm sobretudo beneficiado pelo facto de viverem num país que é membro ativo e de pleno direito num espaço de liberdade, multicultural e tolerante, com fortes direitos sociais, uma legislação avançada em termos ambientais e uma inquestionável defesa da dignidade humana e dos direitos humanos”, avança José Manuel Fernandes.

 

 
A obra está disponível para consulta online, no link: http://josemanuelfernandes.eu/pages/agenda-pela-nossa-terra-minho-2016

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:21



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D