Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O novo conselho executivo do COAR.png

Eloy Rodrigues, responsável da UMinho, vai ocupar o cargo até 2018

 

O diretor dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho, Eloy Rodrigues, acaba de ser eleito presidente da Confederação de Repositórios de Acesso Aberto (COAR). É a única associação mundial na área e junta mais de cem universidades, organismos governamentais e outras instituições de 36 países, incluindo o Banco Mundial, a Organização Mundial de Saúde e a Microsoft Research. A COAR tem a missão de promover uma maior visibilidade e aplicação dos resultados da investigação científica através de redes globais de repositórios de acesso aberto.

 

O novo conselho executivo presidido por Eloy Rodrigues é constituído ainda por Carmen Gloria Labbé (RedCLARA, Chile), Marta Viragos (Universidade de Debrecen, Hungria), Daisy Selematsela (National Research Foundation, África do Sul), Oya Rieger (Arxiv, Universidade de Cornell, EUA) e Wolfram Horstmann (Göttingen University Library, Alemanha). O mandato inicia-se em outubro de 2015 e prolonga-se até setembro de 2018.

 

Ao divulgar os resultados da eleição, a diretora executiva da COAR, Kathleen Shearer, afirmou que Eloy Rodrigues “é conhecido e respeitado em todo o mundo e traz uma valiosa perspetiva estratégica sobre o papel dos repositórios no futuro da comunicação científica”. O português pretende agora “consolidar a COAR como uma voz global dos repositórios de acesso aberto”, promovendo o desenvolvimento de uma infraestrutura global do conhecimento através da cooperação e interoperabilidade entre as iniciativas e as redes de repositórios de todo o mundo.

 

Reassumir o controlo do sistema de comunicação científica

 

O responsável considera que “os repositórios são o instrumento adequado para assegurar simultaneamente a transição para o acesso aberto – ou seja, a livre disponibilização na Internet de literatura de caráter científico, permitindo a qualquer um aceder, consultar e reutilizar esses resultados – e para que a comunidade científica e as suas instituições (universidades, centros de I&D e os financiadores da investigação) reassumam o controlo do sistema de comunicação científica, como acontecia desde a criação das primeiras revistas até meados do século XX”.

 

Eloy Rodrigues esteve na fundação da COAR, em 2009, e preside o seu Grupo de Trabalho sobre Interoperabilidade de Repositórios. O seu trabalho nesta área iniciou-se em 2003, com a criação do RepositóriUM, o repositório institucional da UMinho. É autor de mais de três dezenas de artigos, livros e capítulos de livros, tem sido convidado para conferências internacionais, ocupa cargos de coordenação em estruturas internacionais e está associado a vários projetos de referência, como o Repositório Científico de Acesso Aberto em Portugal e os projetos europeus OpenAIRE e FOSTER. Nascido no Porto há 53 anos, tem a licenciatura em História - Arqueologia pela Universidade do Porto e a especialização em Ciências Documentais - Biblioteca e Documentação pela Universidade de Lisboa.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:07



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D