Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Guimarães acolherá, em 2016, pelo menos um dos laureados em residência

image001.jpg

O CircusNext, projeto europeu de apoio a jovens autores de novo circo, já chegou aos 7 laureados da presente edição. Depois de analisar todas as candidaturas submetidas ao “call for projects”, o júri selecionou, em abril, 15 finalistas. Entre os dias 25 e 28 de novembro, a lista foi novamente encurtada, após a apresentação de extratos de 15 minutos dos trabalhos em criação. Os 7 laureados foram apurados segundo a qualidade e originalidade dos projetos apresentados.

 

 

O júri do CircusNext, composto por artistas, profissionais e estruturas ligadas às artes performativas, entre as quais A Oficina, chegou aos 7 laureados da presente edição. Depois de uma seleção prévia dos projetos submetidos ao “call for projects”, o júri chegou aos 15 finalistas que tiveram oportunidade de apresentar, na Bélgica, um extrato de 15 minutos dos seus projetos em criação.

 

Após as apresentações concluídas, o júri fez uma seleção ainda mais rigorosa com base na qualidade e originalidade dos artistas e dos seus trabalhos e chegou finalmente aos 7 laureados da edição de 2015/2016. Segue-se, agora, uma fase de trabalho até junho do próximo ano, altura em que os artistas rumam a Paris para a apresentação de um extrato finalizado dos seus projetos.

 

Guimarães, através d’A Oficina, acolherá no próximo ano pelo menos um dos laureados que irá trabalhar em residência artística. De dezembro de 2015 a maio de 2016, estes artistas vão beneficiar de um subsídio para desenvolver o seu projeto artístico e apresentar os projetos em criação nas organizações parceiras. O culminar de todo este trajeto acontece em junho, em Paris, no Théâtre de la Cité Internationale, onde irão decorrer as apresentações finais.

 

Entre os laureados contam-se Dymitry Szypura com o projeto “Stein Mantel”; Circus Katoen (Willem Baduyck e Sophie Van der Vuust de Vries) com “As heavy as it Goes”; Cie La Migration (Quentin Claude, Marion Even e Gaël Manipoud) com o projeto ”Landscape(s)”; Two (Ricardo Gaiser e Katja Anderson) com “Finding no man’s land”; Compagnie du Chaos (Rafael de Paula) que apresentou “Nebula”; Sandrine Juglair com o projeto “Diktat” e Galactik Ensemble (Jonas Julliand, Mathieu Bleuton, Cyril Pernot, Karim Messaoudi e Mosi Espinoza) com “L’heritage du poulpe”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26




Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D