Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Alertas dos e-leitores: Escola Montelongo

por JORNALdeFAFE, em 24.02.16

escola montelongo.JPG

 foto

Boa noite mais uma vez aki estou para falar do agrupamento de escolas montelongo(centro educativo)pois bem desta feita temos nos neste centro escolar 316crianças agrupadas neste local tao simpatico obra esta k a nossa autarquia tanto gabou e proclamou sendo uma obra d k custou milhoes e k temos ali uma escola modelo....pois mas passo a expressaõ o buraco è mais em baixo...como tem sido o pao nosso de cada dia e prk a estaçao assim o exige temos tido dias chuvosos e eu pergunto e aconselho a visitar ou mesmo perguntar a autrquia onde passam estes316alunos os intervalos os ditos recreios?pois mt bem eu respondo nos corredores da escola entre uma sala e outra,ou entao numa sala a k xamam de prolongamento onde estas crianças suam feitos cavalos pois tal n è confusao k ali se gera...prk n tem um unico sitio coberto onde possam brincar ao ar livre...para n falar k mesmo em dias de sol n tem nada com k possam brincar a n ser pavimento de cimento k nem por miseria um jogo da macaca tem marcado no xao...è isto k s pertende?è isto os milhoes ali investidos?esta è apenas e sò uma e a meu ver a lacuna mais grave ...para n falar k abriu aos alunos e funcionou 2meses com um gradeamento pelo kual passava uma criança sem kualker dificuldade...pergunta esta k foi feita ao sr pompeu martins ao kual responde k 'apanhou,a obra ja em fase de andamento e ja aprovada e k n sabe mt sobre isso!è espantoso de ver isto sem duvida...escrevo para vos dar a conhecer prk neste paìs parece k sò funciona assim talvex se for noticia alguem se cosse!

Ana Teixeira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:31

Boa noite escrevo-vos para a dar a conhecer uma situaçao k m foi apresentada omtem para grande espanto e alguma revolta tambem!como è do vosso conhecimento as escolas primarias deste conselho(grande parte pelo menos)vao ser agrupadas nas escolas montelongo,omtem foi me pedido k comparece junta da mesma a fim de saberem se pretendo ou ñ transporte para os meus filhos!ao k respondi k sim....atè aqui tudo muito bem,olhe tem um custo de 20euros dis me a funcionaria,...ora tenho 2filhos logo aì seram40certo?pois....foi a resposta da funcionaria...questionei em que se basiou a autarquia para chegar a esse valor,abona da seg social?irs?pois tb ñ sabem,e eu pergunto sendo eu benefeciaria do 1escalao como vou suportar 40euros mensais para transporte! Vou mandalos a pè sozinhos?sim prk tb ñ tenho horario laboral k m permita levalos e buscalos!agruparam escolas?muito bem e agora?quem assegura o resto?è o salvesse kem poder?...de salientar k esta informaçao foi dada aos pais agora ou seja no fecho das matriculas!o que quer a autarquia com isto?transformar o trajeto das nossas crianças num "seja o k deus quizer"?eu estou indignada e mt preocupada com tudo isto....conto convosco pa divulgar isto para k ainda se possa fazer algo justo para todos em relaçao a este assunto...obrigada...ana teixeira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36


Protesto de um munícipe indignado!

por JORNALdeFAFE, em 23.06.15

Exmº Sr. Presidente da Câmara:

 
Cordiais saudações!
 
Venho por este meio apresentar veemente protesto pelo facto de uma decisão arbitrária sua me ter impedido de, ontem, domingo, levar o almoço ao meu pai, que tem noventa anos e o azar de viver num lugar da freguesia de Moreira do Rei, que só tem uma única  estrada de acesso.
 
 Eu explico:
Eu nasci em Fafe, mais precisamente no lugar de Barbosa (ô, vogal fechada) da freguesia atrás referida, não vivo em Fafe, mas vou a Fafe com frequência. No sábado liguei aos meus pais e disse-lhes que não cozinhassem porque eu ia visitá-los no domingo e levava o almoço para todos. Quando cheguei à bifurcação da estrada que liga Barbosa e Vila Pouca ao centro da freguesia, deparei com elementos da GNR que me disseram que estava a decorrer um rali e eu não podia seguir viagem.
 Protestei, disse-lhes que não havia informação sobre esse evento, que tinha familiares idosos à minha espera para almoçar, que aquela era a única via de acesso...  e a única resposta que me deram foi: vá queixar-se à Câmara. É isso que estou a fazer. 
 
Como o sr. é o edil responsável por essas decisões, é a si que dirijo o meu protesto.
O sr. desrespeitou os munícipes de Barbosa e Vila Pouca que contribuíram para o sr. estar hoje nesse lugar. Eles merecem ser respeitados. Eles têm o direito de saber que lhes vão cortar o único acesso de automóvel às suas casas. O sr. não é o dono das estradas do concelho e ficar-
-lhe -ia muito bem um pedido de desculpa formal. 
 
Eles não esquecerão esta falta de consideração e saberão dar-lhe uma resposta adequada, nas próximas eleições autárquicas. 
 
Com os melhores cumprimentos,
 
Fernando Castro

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:26

11150388_1110108495681272_2586120953591272326_n.jp

 Imagem aqui

 

Quem autorizou?

Pedimos só que os comentários sejam com nível! Guerra não é connosco! Apuramento de responsabilidades políticas, já são contas de outro rosário. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:27

casadastrancadas - Cópia.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:51

O CLUB ALFA, Associação sem fins lucrativos, numa nota de imprensa, informa o seguinte:

 

Exmo. Sr. Diretor/a

 

O CLUB ALFA, associação juvenil sem fins lucrativos, pede para informar o público em geral que as atividades que estão anunciadas em cartaz para o próximo domingo, dia 1 de Março, pelas 15 horas, são completamente gratuitas para as crianças (público a quem se destinam).

 

Com os melhores cumprimentos,

Pedro Sousa, Diretor Pedagógico

FLYER_02_A.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:41


Alertas dos E-leitores: SNS vergonhoso

por JORNALdeFAFE, em 25.01.15

É com grande indignação e vergonha pelo serviço nacional de saúde português que a partir da unidade de cuidados intensivos de um hospital em Bruxelas vos relato um episódio de EXTREMA negligência médica em que a vítima, por acaso, é "só" o meu pai.
Após dar entrada nas urgências do hospital de Guimarães na terça-feira, a triagem identificou o seu problema como um possível acidente vascular transitório (AVT), teoria essa mais que compatível com os sintomas que apresentava (perda da fala acentuada, perda de visão, paralisia facial parcial, hipertensão e desorientação).

Num segundo momento foi observado por dois estagiários de medicina que o submeteram (APENAS!!) a um eletrocardiograma e após o resultado, prontamente excluíram a hipótese de um AVT, atribuindo a uma crise de stress a causa desses sintomas.

Numa terceira fase, o médico responsável por estes dois estagiários confirmou o diagnóstico, mandando o meu pai para casa com um calmante, sem qualquer prescrição médica, e ainda assegurando-lhe que o episódio sucedido em nada comprometeria a viagem de avião que ele devia fazer no dia seguinte.
O meu pai tornou a casa, com a certeza que os sintomas ainda persistentes não eram mais do que consequências de um episódio de stress isolado.
Parte para a Bélgica numa viagem de trabalho,e quando esperávamos uma chamada de rotina para confirmar a sua chegada, recebemos uma outra bem diferente na qual era perceptível que os sintomas não só persistiam como se tinham agravado.
Conclusão: o meu pai foi internado de urgência nos cuidados intensivos coronários do hospital, com a certeza de que há várias horas estava a sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).
Hoje, passados 4 dias, continua numa cama, sem conseguir falar claramente, caminhar, escrever, raciocinar normalmente, e pior de tudo, com a incerteza da reversibilidade destes danos.
O serviço médico mostrou-se perplexo com os cuidados prestados ao meu pai em Portugal, onde no mínimo seria indispensável uma TAC e alguns dias de observação.
Continuaremos aqui, com uma única certeza: o "deixar andar" foi crucial para chegar a este ponto e o tratamento e a reabilitação serão certamente longos e incertos.
Para terminar e não me alongar ainda mais, justifico este meu relato tão pessoal para unir-me a todas as vítimas da crise do serviço de saúde em Portugal, para denunciar uma, em tantas, destas situações desumanas, garantir que lutaremos até às últimas consequências para que casos destes não se repitam e para que os "culpados" sejam devidamente sancionados.

 

Ana Pereira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:02

10407054_770637196333751_4826508549157584783_n.jpg

 

MAIS INFORMAÇÃO AQUI 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

Observação de: Ricardo Gonçalves
10743714_797245223668447_842482008_n.jpg

10744857_797245073668462_511426819_n.jpg

10745080_797244900335146_680188304_n.jpg

10749481_797244977001805_745687662_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D