Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Banner.png

 O 1º Congresso Português de Building Information Modelling (ptBIM) realiza-se esta quinta e sexta-feira, dias 24 e 25 de novembro, nos auditórios nobre e B1.16 da Universidade do Minho, em Guimarães. A iniciativa atrai 220 investigadores e profissionais para um programa com 50 palestras, dez painéis, um workshop e um fórum académico. A organização une as universidades (Minho, Porto, Lisboa) e as Ordens dos Engenheiros e dos Arquitetos, mostrando a vontade comum de debater, mediatizar e adequar a lei nacional na área da construção virtual.

“Até aqui fazíamos desenhos para construir casas, pontes e outros edifícios, mas a tendência internacional é fazê-lo através de modelos, navegáveis por realidade virtual, onde é possível ver muito além das paredes, como as redes hidráulicas e até as próprias propriedades dos materiais. Os benefícios subjacentes vão permitir reduzir muitas despesas de mau planeamento, aproximar os vários envolvidos na obra e até proporcionar edifícios globalmente mais sustentáveis ao nível da certificação energética, do conforto e da segurança”, resume Miguel Azenha, coordenador do congresso e docente no Departamento de Engenharia Civil da UMinho.

 

O Reino Unido é um dos países mais avançados neste âmbito e exige desde 2016 o uso das metodologias BIM (modelos virtuais de informação da construção), demonstrando a sua importância na indústria da construção do século XXI. O tema é recente em Portugal, mas há já casos que foram alvo desta tecnologia antes da obra, nomeadamente o renovado porto de Leixões e o novo MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa. “BIM é uma metodologia de trabalho colaborativo baseada num modelo digital que permite integração da informação de formas impensáveis até há alguns anos e a sua utilidade para a arquitetura e construção pode exprimir-se de muitas formas. No entanto, há desafios importantes para os profissionais, pois exige novas formas de trabalhar e colaborar, obrigando a um processo de aprendizagem”, realça Miguel Azenha.

 

A sessão de abertura do congresso é esta quinta-feira, às 9h00, com Adelina Mendes Pinto (Câmara Municipal de Guimarães), Paulo Ribeirinho Soares (Ordem dos Engenheiros), Maria Manuel Oliveira (Ordem dos Arquitetos), José Cardoso Teixeira (Escola de Engenharia da UMinho) e António Aguiar Costa (Comissão Técnica da Normalização BIM). O evento vai abordar várias temáticas, como projetos de estruturas de betão e madeira, estações de metro, barragens, poços, piscinas, redes de águas e aplicações de design, evocando empresas como a EDP ou Refer e até a ligação da plataforma BIM a jogos de simulação. A iniciativa foca ainda os esforços de implementação de práticas BIM na indústria e o reforço das redes de profissionais na área. O site oficial é www.ptbim.org.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:57



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D