Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



image001.jpg

 

Útero apresenta em Guimarães a sua mais recente criação

 

A mais recente criação do Útero estreia em Guimarães – cidade onde a companhia atualmente habita – no próximo dia 22 de novembro, às 22h00. Depois de várias semanas em residência artística na cidade de Malmö (Suécia), bem como em Londres, “Under” chega ao palco do Centro Cultural Vila Flor.

 

Nesta nova criação, o Útero Associação Cultural prossegue o caminho artístico apresentado nas suas últimas obras – “The Old King” (2011), “Europa” (2012) e “Pele” (2013). A água surge como elemento emocional e a luz como lugar de contemplação, os corpos são invertidos ou soterrados no imaginário do espetáculo e a música assume um papel central ao aglutinar todos os outros elementos.

 

A companhia tem vindo a trabalhar projetando um conjunto de espetáculos que completam um ciclo. Depois das obras anteriores, chega a vez de “Under” ajudar a completar o puzzle deste exercício artístico. Segundo o Útero “os ciclos em arte não são matérias fáceis de descortinar. Muitas vezes são os próprios artistas a reclamar essa condição compreendendo nela uma intuição e recetividade para serem descobertos, permitindo um aprofundamento dos elementos trabalhados.”.

 

O processo de criação do Útero consiste na definição do objeto final, aliando matéria e forma numa única expressão. A procura de uma linguagem que se justifique perante os corpos, o texto, o cenário e todos os outros materiais que se considerem vitais para acontecer esse objeto teatral final. O que faz um processo começar é uma ideia à procura da sua expressão. E, por muito completa que seja a ideia, a sua expressão depende de variadíssimos elementos.

 

Em “Under” a cena tem uma construção emocional que tenta fugir de uma definição clara. Há sempre diferentes leituras possíveis e é o espetador que tem que definir a dramaturgia da peça. É o espetador capaz de descodificar diferentes signos em simultâneo que vai construir a razão de existir da peça. A peça é uma sucessão de quadros, que se augura serem capazes de emocionar e criar zonas de desconforto capazes de despertar a urgência de pensar sobre nós no mundo.

 

Inspirado em ambientes da obra de Michelle Borremans e Berlinde De Bruyckere, “Under” desafia-nos a fechar os olhos, a meditar e olhar para dentro de nós, para descobrir o mundo, para descobrir a nossa pedra, o nosso lugar.

 

Sob a direção de Miguel Moreira, o espetáculo conta em palco com os bailarinos e cocriadores Dan Watson, Khamlane Halsackda e Sebastian Langueneur. O Útero está integrado no projeto Guimarães 2012-2016 e é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal - Secretário de Estado da Cultura / Direção-Geral das Artes.

 

Filipe Catto, jovem músico e compositor brasileiro, traz espetáculo intimista ao Café Concerto do CCVF

 

Filipe Catto visita o Café Concerto do CCVF esta sexta-feira, a partir da meia-noite, emanando um atrevimento ou despudor, dependendo da perspetiva, que lhe dá um cunho quase ingénuo e juvenil, contudo sedutor. Catto tem aura de poeta, a fazer lembrar um jovem Rimbaud que veste calças de ganga e calça sapatilhas. A sua voz afinada de timbre raro não obedece às demandas do mercado, mas antes escorre a alma que lhe vai por dentro. As músicas de Filipe Catto cantam o amor sem regra, seu tema de eleição, servindo-se de influências como o tango, o samba-canção e o blues. Ao Centro Cultural Vila Flor, Filipe Catto traz o espetáculo “Voz & Violão” onde o músico se apresenta na sua essência: voz, presença e talento. Um concerto intimista que convida apenas mais um instrumentista em palco (Alexandre Bernardo).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:51



Like box


Mais sobre mim

foto do autor




calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D